REABILITAÇÃO ORAL

 

      A Reabilitação oral é a especialidade que desenvolve e cuida da harmonia funcional e estética dos dentes da boca.

      Vantagem de ter um belo sorriso:
Além mastigar corretamente os alimentos, quem é que não quer ter um sorriso bonito?  Ter dentes bonitos faz com que as pessoas fiquem mais motivadas e mais felizes.

      Quais sintomas posso ter devido a falta de um ou mais dentes?
De acordo com estudos recentes, foi comprovado que a pessoa que não possui uma engrenagem ou oclusão bucal correta entre as arcadas superior e inferior e que não realiza funções básicas, como: mastigar, falar e sorrir pode desenvolver:
• Dores de cabeça
• Problemas nutricionais
• Traumas dos músculos faciais
• Problemas psicológicos

      A falta de dentes pode causar outros problemas?
Sim. Com o passar dos anos a pessoa poderá acostumar a mastigar menos, ingerir alimentos pouco triturados e essa atitude irá dificultar o processo do aparelho digestivo. No futuro a pessoa poderá apresentar problemas nutricionais tendo que recorrer a tratamentos médicos.

      É importante ter todos os dentes?
Sim. Quando a oclusão entre as arcadas superior e inferior não está correta, apenas uma parte da musculatura é usada durante a mastigação. Com a falta de uso, os músculos perdem o tônus e ficam precocemente flácidos, comprometendo a estética e a saúde. O músculo facial mais frouxo diminui a distância entre a base do nariz e a ponta do queixo, acentuando os sulcos ao redor da boca.

      Com a falta dos dentes, os músculos do rosto tornam-se ainda mais flácidos, fazendo com que a pele perca sustentação e se acumule na região do pescoço. A prótese dentária, como ou sem implante dentário ou a reabilitação oral atenua o problema e a pessoa fica com a aparência rejuvenescida.
Além disso, o ser humano precisa desenvolver as funções básicas para se alimentar. Uma pessoa precisa dos dentes para triturar os alimentos antes que ele chegue ao aparelho digestivo. Caso contrário, a pessoa pode não digerir os alimentos corretamente deixando de absorver as vitaminas e nutrientes necessários.

      Como, e onde é feita a reabilitação oral?
Na primeira consulta a dentista irá avaliar como está sua saúde bucal informando um pré-diagnóstico. Provavelmente serão necessários alguns exames, como foto panorâmica dos dentes para fazer o pré-diagnóstico.
Durante a segunda ou terceira consulta o dentista deverá fazer um molde de gesso (da parte superior e inferior dos dentes, se for o caso), para espelhar uma cópia da sua arcada dentária para um aparelho específico. Este aparelho irá reproduzir os movimentos naturais da engrenagem bucal durante a mastigação.
Seu dentista irá acompanhar esses movimentos para diagnosticar quais as opções de reabilitação poderão ser aplicadas. Em conjunto com o paciente ambos poderão optar por um tratamento de implante odontológico, prótese removível, prótese fixa ou prótese total dependendo do caso.

      Planejamento: O tratamento de reabilitação será muito bem planejado e é personalizado para cada paciente. Este planejamento terá como objetivo reconstruir a engrenagem anatômica dos dentes de acordo com os movimentos de mastigação e criar uma harmonia estética dos dentes, o sorriso.
Em alguns caso é necessário realizar exames clínicos (oral e extra-oral), exames radiográficos, modelos de estudo, e, em alguns casos, exames complementares como análises clínicas, tomográficas, densitometria óssea e hemograma . A partir daí, tais informações são organizadas e interpretadas a fim de que o plano de reabilitação seja determinado.
As consultas: Durante as consultas o dentista precisará coletar dados que poderão influenciar no tratamento. Por isso será extremamente importante que paciente revele alguns hábitos de consumo, como: tabagismo (cigarro, charuto, etc.), bebidas alcoólicas, bruxismo (range os dentes enquanto dorme), apertamento dental ( aperta os dentes durante o sono ou mesmo acordado e se ronca. Todas as informações coletadas serão inseridas no histórico do tratamento para que dentista busque os melhores resultados até o final do tratamento.

      Quanto tempo demora uma reabilitação oral?
Em média um tratamento dura de entre 6 a 12 meses, porém isso irá depender do grau de dificuldade do tratamento a ser aplicado. Importante: Para que o dentista cumpra os prazos estabelecidos é importante que o paciente retorne ao consultório nas datas combinadas.
Em casos de pessoas com os dentes desgastados por bruxismo, a reposição de alinhamento vertical é feita gradativamente para que o paciente possa de se adaptar, evitando desconforto durante a mastigação.

      Qualquer pessoa pode fazer este tratamento?
Sim. Hoje em dia com os avanços da tecnologia já é possível que a maioria dos pacientes possa realizar este tipo de tratamento, desde que a pessoa esteja em bom estado de saúde.
Apenas alguns fatores, como: Qualidade óssea, dificuldades de anatomia, higiene bucal regular, osteoporose, pacientes que se submetem a radioterapia, diabéticos, pacientes portadores de marca-passo ou HIV positivo, podem não ter apresentar um quadro favorável para iniciar o tratamento.

      A idade pode influenciar no tratamento?
Não. Para que uma reabilitação oral seja um sucesso as limitações de idade não são um problema, o tratamento pode ser feito em pessoas mais jovens ou mais velhas.